2 Irmãos

Considerada a maior empresa da América Latina no desmonte de veículos, quem olha a Dois irmãos, hoje, não imagina como tudo começou. A primeira surpresa é que não foi pelas mãos de um homem, mas de uma mulher, Zoraide Pereira Romualdo. A segunda é que ela deu inicio ao grande império da família, depois de trabalhar em um ferro velho, recolhendo materiais recicláveis pelas ruas da cidade de Carapicuíba para sustendo da família e auxilio no tratamento do marido, que estava hospitalizado com câncer terminal.

Após algum tempo e com a perda do mesmo, ocorreu à oportunidade de ter a sociedade com um de seus irmãos, iniciando no ramo de desmanche de veículos automotivos. A sociedade deu certo por um tempo. Porem, mais tarde, novamente sozinha, ela iniciou a empresa Mercadão de Peças Usadas Dois irmãos, em fevereiro de 1988. O nome é uma homenagem aos dois filhos órfãos: Ricardo Pereira Romualdo, o primogênito, e Fernanda Pereira Romualdo, hj nossa que tem o espaço físico de 17 mil metros² de construção, e passou de cinco para um quadro de 250 cooperadores entre fixos e terceirizados. E que busca se diferenciar através do atendimento ao publico com variedade de mercadoria de todos os tipos, modelos, ano dos veículos e automação e infraestrutura.

Mas de 88 até hoje nem tudo foram flores nos negócios da empresa. Em 99 a empresa sofreu um incêndio, ao que indica causado por uma bituca de cigarro jogada por um cidadão que passava na calçada após o fechamento da empresa. Cerca de 80% do estabelecimento ficou perdido e segundo Ricardo, o recomeço nada se diferenciou do inicio há 11 anos. ‘’ Família reunida no mesmo dia, iniciando a separação de materiais recicláveis para vender sucatas aos ferros-velhos, levantar o dinheiro e recomeçar a comprar veículos para desmonte de peças novamente ‘’, Conta ele.

A Dois Irmãos não atende somente na região da Grande São Paulo, mas sim, todo o território nacional, e hoje a demanda chegou a um ponto que uma única loja já não suporta. Por este motivo eles decidiram abrir uma nova empresa: para dividir a clientela e assim, ter i, atendimento mais rápido e com mais qualidade. A automação também vai de encontro a isso. A empresa esta criando um programa para o controle de compra, venda e localização de suas mercadorias.

col-6.png

Ele ressalta também que ate o momento a internet não é o forte da empresa, mas acredita nessa ferramenta e, por isso mesmo, esta fazendo um grande investimento nesse segmento.

‘ ’A Dois Irmãos sempre esteve em constantes melhorias e acreditando no futuro do mercado. Investimento permanente no bem-estar de nossos cooperadores, na qualidade de atendimento ao cliente, apostando na reciclagem automotiva recolocando peças no mercado e redirecionando materiais recicláveis com total responsabilidade para seus devidos destinos, e assim, participando da melhoria do meio ambiente ‘’, comenta Ricardo.

Ele comenta ainda que é um grande desafio no segmento o reconhecimento de um trabalho honesto, digno e comprometedor e que espera mais investimento e valorização, tanto econômica, quanto ambiental por parte do governo. ‘’ A revenda de peças usadas no Brasil está muitos atrás de outros países como:  Estados Unidos, da Europa, entre outros.

Mas mesmo com a esperança de melhorias, Ricardo atesta que boas transformações já aconteceram no segmento e não deixa de citar a regulamentação do setor. ‘’Toda mudança a principio traz algum desconforto para todos, no começo sofremos para nos adequar e se alinhar com toda a burocracia exigida pelas autoridades responsáveis, porem hoje temos grande recompensa por ser um segmento reconhecido no mercado. Ale do mais, estas mudanças mudaram a visão de nossos clientes. Hoje, ele primeiro faz a cotação com o usado para depois procurar o mercado de peças novas. Por este motivo estamos à frente’’.

E apesar de todo o crescimento, a Dois Irmãos não deixou de lado as características de uma empresa familiar e com os traços da matriarca embora Zoraide, Hoje com 60 anos, não participe mais da gestão do negocio. ‘’Todos da família trabalham e participam do comercio, na verdade em todo lugar que olhamos aqui na empresa sempre podemos ver um pouquinho dela, seja em equipamento que adaptamos para facilitar nosso trabalho, até na administração financeira da empresa ‘‘, finaliza Ricardo.